Fingir ser Líder dá mais trabalho do que ser Líder, Adalberto…

Fingir ser Líder dá mais trabalho do que ser Líder…

 

A experiência de ser, [ou estar], líder traz lembranças para Adalberto;

Adalberto rememora sua infância;

Adalberto, serelepe que era, não gostava de tomar banho;

Podia estar imundo, o banho lhe consumia…

 

Mamãe de Adalberto, Adalbertina, para seu bem, obrigava-o;

Adalbertinho, então, seguia para o banho;

Mas Adalberto já maquinava desde pequenino;

Tomaria banho, apenas, sozinho…

 

Adalberto abria o chuveiro;

Adalberto tirava a roupa;

Adalberto molhava os cabelos;

Adalberto molhava as axilas, o rosto, as pernas, as orelhas, aos braços,

Não esquecia a barriga, costas, mãos, olhos e bumbum…

nem mesmo a pequena fimosinha.

 

Assim, tecnicamente, Adalberto não tomava banho, mantendo suas convicções.

E não desagradava sua mãe, mantendo sua reputação.

 

Liderar, para Adalberto, é como tomar falso banho…

Dá menos trabalho se lavar corretamente do que fingir…

 

#oreiestanu

Anúncios

Vendo Aipim Amarelo!

Vendo Aipim Amarelo!

Minha inaptidão para coisas de Motivação é clara. Esforço-me, tanto para ser um agente Motivador quanto para ser o Motivado. Sinto-me um inútil nesta corrente de Motivação tão… tão… motivadoramente motivacional!!!…. NÃO CONSIGO! EU DEVO SER UM MONSTRO!!!

 

Mas creio que uma pequena centelha ainda permaneça viva. Talvez eu possa aprender.

Estou começando a ver as coisas com olhos mais… motivadores e motivados.

 

Ontem mesmo, presenciei uma cena que seria apenas mais um acaso urbano.

MAS NÃO MAIS PARA MIM!!!

 

Um incauto jovem, na ânsia de atravessar a rua no intervalo entre dois velozes carros, forçou demais sua bicicleta, o que fez a corrente escapar da engrenagem.

Ato contínuo, o pé do mancebo escapou do pedal e a cabeça do dedão, dado que estava de chinelo, foi logo ao encontro do áspero asfalto, tolhendo-lhe de imediato o tampão de carne e mais um bom naco da unha.

Eu nunca havia visto uma unha por dentro…

 

Isto gerou seu desiquilíbrio por inesperada ação mecânica, o que fez sua mão escapar do guidão, onde apoiava todo o leve peso do seu corpo. Não conseguindo se manter, o corpo foi projetado a frente, fazendo-lhe, primeiro bater a barriga e depois todos os testículos no rígido quadro de aço carbono.

Por sua expressão, parece-me que isto lhe causou lancinantes dores.

E ainda quase foi atropelado pelos já referidos velozes automóveis… que mesmo naquela situação, não o pouparam de pesados impropérios, duvidando até mesmo de sua capacidade intelectual…

 

Novo homem que sou, dei-lhe a oportunidade de destilar suas emoções:

“Escapou a corrente, jovem amigo???”

Ainda, talvez, por efeito de suas amarguras, retrucou de imediato:

“Não… foi teu %$# que @#&*¨%$ e lambuzou tudo com &%$#… “

 

Como é bom motivar os outros! Gostei!

Ó… , ele esqueceu algumas ramas de Aipim Amarelo no chão…

 

#oreiestanu

 

Entrevista com Arievilo de Oicrám

Entrevista com Arievilo de Oicrám (um Inovador bocudo e que sofre de Disruptofobia…):

Qual o principal critério que você recomendaria aos RHs para que observassem nas contratações?

Contratem pessoas vivas! Costumam trabalhar um pouco melhor que as mortas…

 

Por que você ainda contrata profissionais com 60 anos?

Não encontrei ninguém mais sênior!

 

Gostaria de estar no Linkedin. Seria importante?

Sim, mas reserve algum tempo para a VERDADE também…

 

Como posso reduzir custos em minha empresa?

Peça a sua demissão!

 

Desafio-lhe a me ensinar a INOVAR em 15 minutos?

Conseguir lhe ensinar qualquer coisa, em qualquer tempo, já seria uma grande Inovação!

 

Você pensa fora da caixa?

Não. Se todos estão pensando a mesma coisa, há algo errado. Independentemente do que seja, faço o contrário!

 

O que é Cretino?

O que é, Cretino!

 

* Arievilo de Oicrám é um Inovador bocudo e que sofre de Disruptofobia…

#oreiestanu

Era uma vez, Maria desmotivada!

Era uma vez, Maria desmotivada!

Então Maria da Misericórdia iniciou sua busca pelo seu EU, (o seu dEla, não o seu Meu…).

Fez cursos de energização, participou de palestras motivacionais, leu livros sobre o poder do pensamento, viu vídeos de castores, replicou mensagens jamais ditas pelos supostos autores, compartilhou fotos de um Bezos cabeludo trabalhando numa espelunca …

Tudo isto fez brotar uma força interior em Misericórdia!

O mundo seria dela! Iés, Ai Ken! I will rule the world! Sim, aprendeu jargões energizantes também, no mesmo Módulo de quebrar tabuinhas de madeira, aos berros…

Tinha ínfimos defeitos e muitas amáveis qualidades;

Gostava do cheiro da lhama e de tocar a relva (ou seria o contrário…)

Não seria um pouco de inaptidão que a impediria…

A força de vontade superaria os conceitos de fluxo de caixa e a conta T !!

Boas Vibes lhe ajudariam a definir custos e preços!!

O poder do Sim captaria clientes !!

O Amor lhe suportaria nas contas de fim de mês !!!

Maria da Misericórdia tomou alguns tostões emprestados e foi a luta…

.

.

.

Hoje, Misericórdia, deve sua casa aos bancos e os bancos da casa aos funcionários…

Misericórdia! agora não está desmotivada…

Misericórdia, agora está desmotivada e falida… Misericórdia…

 

#oreiestanu

O phoder da mente… E do phensamento phositivo

 Não tenho dúvida sobre o poder da Mente: Quanto mais Mente, Mais Ganhos!

Já vi palestras sobre Mindsets Cerebrais em que a mensagem principal era para não nos preocuparmos tanto com o FUTURO, e mais com os dias que  estão por vir…

Já vi o poder da Mente curar um Índio que tinha medo de… animais!!! Especialmente os Silvestres… É o equivalente ao Médico ter medo de sangue…

O Poder do Mente já está cientificamente comprovado! Tudo o que eu desejo, acontece!

Não sei porque há tantos incrédulos com relação a isto. E são justamente aqueles que tiveram que estudar e/ou trabalhar muito… com o poder da mente isto seria desnecessário!

Exercitar o Poder da Mente está entre as atividades mais nobres e rentáveis  no cenário brasileiro de Atletismo Acerebral,  certamente mais aos Instrutores e um pouco menos aos aprendizes…

Técnicas  NEURA – linguiCÍSticas já são largamente utilizadas com resultados vultosos, digo vistosos, bastando se observar a verborragia pseudocientífica que adentra em todos os rincões de nossos treinamentos.

E por último, a dica especial do dia –> 10 coisas para ser bem-sucedido:

1. Não crer em listas!

Você PHODE!

#oreiestanu

—————-

STORY-TROLLING e a arte de se vender!

Aprendi que contar histórias já é um Produto! Juro que não sabia.

Tem cursos, dicas, ferramentas… Aprendi que um bom Comercial, ou um CV, ou um Perfil, tem que contar uma história. Deve ser por isto que eu não sei mais se o que estou vendo é Propaganda de Margarina, Banco, Automóvel ou Protocolo Bucal Fixo (dentadura…)

Segundo a Ciência por trás da técnica de Story-telling, uma das características fundamentais é possuir Relevância. Sim, mas na ótica de e para quem?

Eu adoro a fantasia, o irreal, a fábula, mas convenhamos que estamos exagerando na Verdade…

Por exemplo, acho simplesmente fantástica a peça do Tim Black , com o “Il Ballerino dela TIM” Sven Otten, mas esta obra-prima, com produtos de telefonia contaminando os dançarinos e sua fabulosa coreografia, parece-me a mesma coisa que usar um Barolo para fazer o sagu de Domingo… sacrilégio!

O Story-telling está presente no Cinema, no Teatro, em Jogos, no Linkedin, na Vida… e dominá-lo é uma arte, uma aptidão que, uma vez aprimorada, se não me fará genial, ao menos maquiará um pouco da superficialidade de minha vida e perfumará o mal cheiro de minhas reais intenções…

Todos agora são contadores de histórias, menos os que, de fato, tem histórias para contar…

#oreiestanu

——–XX———

Eu coacho, Tu Coachas, Ele coacha…

DIÁLOGOS IMPROVÁVEIS NO MUNDO DO IN…    PERFEITO

– Vamos lá então, para uma primeira…

– Sessão de Coach?

– Não, não vamos deixar tão formal assim. Será um bate-papo, uma conversa.

– Ahh sim, bacana! Estou tão nervosa…

– O que exatamente lhe incomoda?

– Ahhh.. assim que ver… não sei… eu queria ser mais feliz no meu trabalho…

– Entendo, e como seria um trabalho mais feliz na sua concepção?

– O trabalho dos meus sonhos? Poderia se assim quer ver… eu gostaria de ter um melhor relacionamento com as pessoas, gostaria de entendê-los melhor… Nunca fui boa com gente, sabe! Meu primeiro chefe sempre me falou isto…

– Isto pode ser aprimorado… continue, por favor…

– Então, na verdade, este negócio de ouvir as pessoas… dar feedback honesto, blá-blá-blá não é pra mim, não ! Muito mimimi. Frescurada!

– E você tem que fazer isto?

– Sou obrigada né!!! Fazer o que… humpf!

– Talvez você se desse melhor, por exemplo, trabalhando com Robôs, Máquinas, não?

– Meu Deus, seria um sonho! Só o botão liga/desliga!

– Já buscou?

– Estou procurando!

– Ok, então por favor defina as suas minis metas para atingir isto. E  na conversa da semana que vem alinhamos, pode ser?

– Pode! Ótimo!

– A propósito, qual sua função atual?

– Assim quer ver … tipo Master-Coach!

#oreiestanu

——————

 

A NOBRE ARTE DE COACHAR!

Muito se fala sobre Coaching mas pouco se sabe sobre suas origens.

E ao contrário do que se estabelece, o Coaching nasceu na Idade Média.  Registros de que tal prática já constavam no compêndio “Malleus Maleficarum”, ou simplesmente, “O Martelo das Bruxas.”

Escrito pelos dominicanos  alemães Heinrich Kraemer e James Sprenger, tratava-se de um Manual para combater heresias e pecados, determinando os suplícios.

Nos casos mais graves, sessões de Coaching deveriam ser utilizadas  sistematicamente, levando o réu a confissão absoluta. Duas, Três, Dez Seções! Nem eram necessárias tantas.

Dado o terror psicológico, o Coachee, que é como se chamava o herege naquela época, pedia a substituição da pena por uma morte mais digna na fogueira. Seria menos dolorido e ele não se queimaria tanto com seus pares…

Trata-se do suplício mais hediondo já criado pela mente humana, pois sem oferecer uma resposta sequer, conduz o incauto até as raias da loucura, fazendo-o assumir inclusive heresias que sequer foram criadas ainda…

O Inquisidor, ou Coach como era chamado, nesta técnica de tortura, por sua vez, mantinha uma serenidade celestial, impassível e observadora deste sofrimento humano, convencendo-o ele mesmo, de que isto é necessário e bom…

#oreiestanu

———XX————

trilogia de Adalberto, um líder-artificial

ADALBERTO AGORA DÁ BOM-DIA!        DÊ BOM-DIA PARA TODOS ADALBERTO!

Adalberto é um bom funcionário.

Preocupa-se com sua formação. Adalberto já fez vários MBAs;

Adalberto faz bem suas entregas. Chega antes que todos e sai no horário;

Adalberto controla sua alimentação, é magro, faz ciclismo. Aliás,  Adalberto só vai de bicicleta ou a pé para o trabalho;

Adalberto coloca metas para seus filhos. E Adalberto cobra as metas dos filhos;

Adalberto anda com o Manual da Carreira embaixo do braço. Cada passo que Adalberto dá é muito bem planejado;

Enfim… Adalberto é que chamamos de chato.

Mas Adalberto não navega bem entre seus pares. Adalberto é fechado, não ri, não interage;

Adalberto lê “O Mongo e o Executivo” no aeroporto enquanto todos bebem…

Então Adalberto recebe o feedback que deveria melhorar seu relacionamento com o Time para poder ascender na estrutura.

Adalberto Faz Desenvolvimento Pessoal , Inter-Pessoal e Im-Pessoal;

Adalberto agora dá bom-dia. Ninguém dá bom-dia.

Adalberto agora conta piada velha. Ninguém ri de piada velha.

Adalberto agora dá parabéns pelas atividades. Ninguém achou difícil.

Agora, Adalberto não é Chato; Adalberto, agora, é Chato pra Caralh*!

#oreiestanu

——————

 

ADALBERTO E LIÇÕES COM ABACAXIS E MELANCIAS!

Adalberto vai de bicicleta para o trabalho;

Adalberto passa por bucólicas vias rurais até o trabalho;

Adalberto vê que um senhor agricultor, todo dia, estaciona seu caminhão no pátio da Igreja Protestante;

E Adalberto se regozija ao ver que todo dia o senhor faz de seu caminhão uma barraca de saborosos Abacaxis e Melancias;

Tudo muito bem organizado, separado, empilhado, e com as frutas docemente repousando sobre ninhos de palha;

Adalberto passa, mas nunca para.

Adalberto então lembra da meta de espalhar o bem… Então Adalberto para!

Adalberto não comprará nada, mas será o menos inconveniente possível, para fazer jus ao tempo do velho senhor;

Adalberto exercita a empatia continuamente!

– Bom dia, Nobre Senhor! – interrompe Adalberto ao idoso que dificultosamente posiciona uma Melancia de 795 kg sobre as demais;

– Caro Senhor, o que lhe motiva a todo dia estacionar seu caminhão e prepará-lo tão bem, com suas frutas tão lindas, nestes dias quentes que tem feito?

– O sinhô vai quere Melancia ou Abacaxi?

– Por ora, nada, gentil senhor das frutas… apenas…

      – ENTÃO VAI SE CAGA, OH MERDA!!!

Adalberto monta em sua bicicleta e segue seu caminho, pensando na lição que acabara de aprender: “leve consigo sempre alguns trocados…”

#oreiestanu

—————–

 

ONDE ESTÁ O WALLY ?         …E O ADALBERTO ?

Adalberto está dando feed-back do processo de avaliação para seu time;

Adalberto é resiliente, owner, assertivo, acertivo, açertivo e todos os outros jargões que cabem aqui;

Se necessário, Adalberto aplicará a política de consequências, sem dó;

Adalberto tem também uma dura missão de demitir 30% de seu time;

Adalberto não sabe se o fará na sexta ou na segunda-feira; Adalberto não lembra o que o livro de Gestão recomenda nestes casos…

O Superior Não-Tão-Imediato convoca Adalberto imediatamente;

Um calafrio percorre o curvado e caloso espinhaço de Adalberto;

Seu superior o chama novamente; Adalberto não o atenderá!

Adalberto não pode ir agora, pelo menos não agora, enquanto não concluir sua missão;

Adalberto tem certeza que a empresa está cometendo um equívoco e mudará de ideia;

Adalberto pensa: “O que os olhos não vêem, o coração não demite”

Adalberto está a uma semana desaparecido, e liderando!

Adalberto é o Tyler Durden de Edward Norton da Liderança!

#oreiestanu

——-XX——–