Inovação: estragando a Festa!

** Inovar não é, necessariamente, tão simples!!!**

———————-

Cabungos X Tecnologias

Existia até poucas décadas atrás, provavelmente seus pais a vivenciaram, uma indústria bem estabelecida e muito necessária. Tratava-se dos cabungueiros, ou, não suavemente, carregadores de fezes.

Os cabungueiros passavam de casa em casa, substituindo os cabungos (cubos) de suas latrinas, mesmo que você estivesse “obrando” naquele momento. Levavam-nos carregados e os traziam limpos, com cheiro de creolina.

Semanalmente ocorria este trabalho, com o caminhão dos cabungos apontando na esquina, aos gritos de “Olha o caminhão da merda!”, e todos correndo para dentro de suas casas, fechando portas e janelas para escapar da onda fétida que tomava a rua.

E tal serviço gerava um grande número de empregos: cabungueiros, transportadores, tratadores, fabricantes , marceneiros, fornecedores, etc. Indispensável!

Mas eis que vem esta tal da tecnologia, forjada por mentes brilhantes e espíritos inquietos, e dos cabungos passamos aos nossos límpidos vasos sanitários!

E cabungueiros não mais precisavam lidar com nossos excrementos.

Então, por quê, como cabungueiros modernos, amaldiçoamos a viabilidade e a legalidade das novas tecnologias enquanto continuamos a carregar nas costas caixas de pura merda da ignorância, corporativismo e insensatez?

 

#oreiestanu

————————————–

há algo de podre no… (Vol. II)

Provavelmente, serei a Personalidade do Ano da Time com estas jóias em forma de textos…

………………………………………………

REALIDADE (DES)VIRTUAL AUMENTADA

Particularmente não concordo com a divisão mundo real/mundo virtual. É tudo mundo! Mas supondo que ainda ocorra, escolho o mundo virtual.

O mundo virtual é fantástico, afinal, só deixo transparecer minhas fraquezas e feiúras caso seja extremamente idiota , ainda que ser idiota não seja necessariamente uma fraqueza, mas  neste momento, uma necessidade.

Afinal, no mundo virtual:

. Não preciso falar de amenidades quando não tenho mais assunto com o interlocutor;

. Posso escolher as palavras mais bonitas;

. Posso fingir que sou um leitor aficionado;

. Posso escolher minha única e melhor foto;

. Posso desintegrar quem não concorda comigo;

. Posso fingir que não estou;

. Posso brincar que sou;

. Não preciso dar as mãos, bater nos costas ou rir de piada sem graça;

. Minha postura corporal não me denunciará quando eu elogiar alguém;

. Não serei agredido fisicamente por passar dos limites, que certamente passarei;

. Não sentirei desconforto com um alface nos dentes;

. E mais importante de tudo: Leva-se mais tempo para perceber que sou uma farsa!

Eu sou um avatar com 1.000 caras!

É sensacional poder editar minha personalidade todos os dias!

#oreiestanu

————————————-

 

FELIZ POR SABER QUE AINDA HÁ ESPAÇO PARA PESSOAS INTELIGENTES…

E TAMBÉM PARA MIM!

Obrigado a todos os comentários, mas hoje especialmente aos likes e comentários que estufam meu ego quando saio para caminhar pelos jardins do Linkedin:

. Obrigado ao médico que postou que a melhor rede social ainda é olho no olho, exceto nos casos de conjuntivite viral.

. Ao consultor de auto-ajuda que postou que se deve dizer “sim” sempre, o qual eu respondi que exceto no preenchimento do visto americano;

. Obrigado a recrutadora que postou uma vaga em uma granja de frangos (poderia ser de porcos, acho) e eu perguntei se não seria só bico?

. Ao perfil fake que postou uma vaga de gerente na China e eu perguntei se mandarim era obrigatório;

. Obrigado ao advogado, recém-certificado pela OAB, que postou que não importam os passos para trás que você deu e sim os que dará para frente, e eu prontamente retruquei que apenas quem teve seus dedos pisados não concordaria com isto;

. Ao headhunter português que buscava caldeireiro, soldador e pintor industrial para a França e eu inocentemente perguntei se a Eiffel estava em reforma.

Obrigado a todos que me fazem acreditar que sou engraçado e intelectualmente mediano!

Com isto vou disfarçando minhas incapacidades!

#oreiestanu

—————————————–

 

A CARROÇA NA FRENTE DOS BOYS!

Como consultor analógico sênior, sou do tempo que, para melhorar o currículo deveríamos:

. Estudar;

. Trabalhar;

. Estudar mais;

. Trabalhar mais;

. Praticar na empresa um pouco da educação que se aprendeu em casa;

. E no máximo, um dicionário de sinônimos ao lado para escolher palavras mais bonitas para o CV que substituíssem “tentei, desenvolvi, fiz, resolvi, errei, aprendi, melhorei, tentarei, farei, resolverei, agradecerei”; pois não havia maneira da embalagem melhorar o conteúdo!

. Ah! E jamais, esquecer o número do fax!!!!

As coisas mudaram! Preciso me atualizar! Preciso de um novo fax!

#oreiestanu

———————————–

 

O OVO DA SERPENTE E MAIS PROFECIAS…

Minha fala tem o tom certo;

Minhas histórias são perfeitas;

E quando imperfeitas, é porque eu assim a quis;

Eu tenho dentes brancos e um sorriso impecável;

O cruzar dos meus braços mostra minha força;

Eu lhe hipnotizo em 60 segundos;

Eu prego a perfeição, eu vivo a perfeição;

Eu posso, humildemente, lhe passar um pouco do que sei;

Sua boa fé me alimenta, me aquece;

Mas eu sou mal, eu só tenho má fé;

Você não vê; Não… Você vê, mas você não quer ver;

Você me aquece, você me choca;

Eu farei de tudo para lhe ter por aqui… Até que eu ecloda;

E você já estará sem forças;

E eu não precisarei mais de você.

In memorian das pessoas de boa-fé que chocam serpentes, e não conseguem ver, mesmo quando colocamos o ovo contra a luz!

#oreiestanu

—————xx—————-

há algo de podre no… (Vol. I)

** Se eu escrevesse um livro com os meus posts, este seria certamente o meu Capítulo favorito: **

———————————-

 

A MAIS LINDA VIAGEM QUE EU JAMAIS FIZ… E MAIS FALÁCIAS!

A Itália é linda. Tenho cada segundo de minhas viagens guardadas. Foram mais de 12, a grande maioria a trabalho.

Se alguém me pedisse algumas dicas eu daria, com o maior prazer. Seja sobre um roteiro turístico ou pelos segredos locais. E – apesar de ter muito a se aprender sobre a Itália – eu o faria com certa propriedade.

Porque eu estive lá, errei caminhos, errei pratos, errei palavras, errei vinhos… Mas estive lá!

Por outro lado, sobre os EUA eu poderia sugerir alguns roteiros, mas nunca estive lá… Qual o problema de se dar, compartilhar ou comercializar dicas sobres viagens que você jamais fez?

Nenhum! Com um único “porém”. Você tem que dizer que nunca esteve lá!

Isso é ético, justo, correto, humano. Isso é o mínimo que deve ser feito! Isso é inegociável! E ninguém precisa lhe perguntar. É SUA OBRIGAÇÃO!

Detesto explicar a piada, mas se a mensagem não ficou clara, substitua Itália e EUA por inovação, disrupção, coach, emprego, carreira…

Quer dar ou vender, faça! Mas diga se já esteve lá ou não! Ficará a critério do outro aceitar/pagar…

Como vender o que não tem, como ser o que não é, como defender o que não sabe, e como suportar o constrangimento de ser desmascarado?

#oreiestanu

—————————————

 

PRODUZIDO NA ZONA FRANCA DE CONFORTO

Quero algo exatamente na minha zona de conforto.

Nem menos, nem mais!

Nem antes, nem depois!

Nem abaixo, nem acima! Bem onde estou!

Busco coisas que exijam exatamente o que penso que sei.

Não quero reduzir meus gaps.

Não quero ampliar meus pontos fortes.

Quero voar em velocidade de cruzeiro, com céu de brigadeiro.

Eu quero curtir a viagem.

Não quero retroceder, não quero evoluir. Quero neste ponto.

O conforto é bom!

Meu desafio não é sair da zona de conforto;

Meu desafio é permanecer por mais tempo nela.

Não quero mais conforto. Não quero menos conforto;

Quero exatamente a minha zona de conforto.

Eu não quero tolices. Eu não quero desafios!

Eu quero somente o que cabe nela.

Eu só quero fazer o que acho que sei…

 

Eu serei o Domenico De Menoso do Ócio Improdutivo.

 

#oreiestanu

———————————–

 

UM DIA PARA SE DELETAR DOS ARQUIVOS

Ontem me deparei com algo que me chocou profundamente. Precisei ler e reler várias vezes a publicação para crer no que os meus olhos viam, mas meu cérebro não processava.

A que ponto chegamos no Linkedin, a que ponto pode chegar o comportamento humano? Estou abismado e vocês também ficarão… Acabo de ver alguém que durante uma discussão, simplesmente…

MUDOU DE OPINIÃO!

Isso mesmo! Ele ouviu o outro lado, ponderou a contradição, entendeu o argumento e

MUDOU DE OPINIÃO!

Não suficiente, ele ainda agradeceu ao interlocutor, por permiti-lo enxergar sob tal prisma. Como é possível, em pleno século XXI, no auge das redes sociais, da ostentação do vazio, da retórica sem background, que alguém abra mão de suas verdades, admita o equívoco e mude seu posicionamento…  E o mais vergonhoso, tudo isso publicamente!

Foi a primeira vez que vi isso aqui. Que os Deuses – Reais, Virtuais ou Digitais – possam me permitir que seja a última. Nem mesmo eu, que sou um farsante compulsivo, posso suportar.

Que mundo estamos vivendo?

Que mundo vamos deixar aos nossos filhos?

 

#oreiestanu

——————XX——————-

CORPORAÇÕES & CORPORATIVISMOS…

Acho que seria assim meus insights, se me perguntassem…

————————-

DOIS INSIGHTS, AUTO AJUDA, DICA ESPECIAL NUM PÃO COM GERGELIM!

Minha falta de visão me ensurdece. Como não pensei nisso antes, um drive-thru motivacional.

Você encosta o carro e um atendente psico-para-pseudo-psiu-motivacional prontamente :

– Qual o seu pedido senhor?

– Não sei… Meu chefe não gosta de mim… O que você recomenda?

– Sugiro uma porção de empatia empanada, senhor!

Ou…

– Meus projetos não dão certo. Estava pensando num resiliente sem molho…

– Acrescido de um shake de objetividade por mais cinco reais, senhor?

Ou ainda…

– Ando tão sem confiança… Vou pedir um duplo de autoestima!

– Vai querer sal senhor, ou deixo insosso mesmo?

 

Genial! Serei o Ray Scroque da miséria humana!

Odeio muito tudo isso!

#oreiestanu

————————————

 

HEAD HUNTERS & HEART HUNTERS

A palavra headhunter sempre me causou fascinação e medo!

Fascinação pela busca dos melhores. Temor de um dia ser procurado por um. Pensava…

Como um headhunter seleciona outro headhunter? Deve ser tipo uma luta de highlanders, com raios cruzando os céus… Ou já se nasce predestinado, com um diamante no umbigo, como o Steven Universo?

Se eu fosse contactado por um headhunter, eu não precisaria nem ser contratado. Já seria suficiente em si o contato.

Eu chegaria em casa e diria: “Crianças, não incomodem o papai. Papai foi procurado por um rédirranti… ”

Mas confesso, minha primeira experiência com um headhunter não foi boa:

Eu, supondo estar no comando da situação, me empolguei e já fui dizendo de cara que mudaria de emprego por um milhão/ano!

Ele então respondeu que ainda não falaríamos disto. Eu sabia que seria um processo bruto, mas entendi a deixa e devolvi, num lance magistral de negociação, apoiada menos pela Teoria dos Jogos e mais pelas Técnicas de Negociação do SENAC, mandei uma contra oferta:

“Ok, então deixamos por R$1.100,00 / mês + Vale Transporte e não se fala mais nisso”.

Afinal, tenho que me dar valor! Nunca mais recebi retorno! Devem estar pensando ainda…

Minha homenagem aos PROFISSIONAIS!

#oreiestanu

———————————

 

(1 + 1) # 2

A distância do fato para aquilo que eu suponho é enorme;

A distância do que eu suponho para o que eu concluo é enorme;

A distância do que eu concluo para o que eu digo é enorme;

A distância do que eu digo para o que eu escrevo é enorme;

A distância do que eu escrevo para o que eu pretendo é enorme;

A distância do que eu pretendo para o que você entende é enorme;

A distância do que você entende para o que você responde é enorme;

A distância do que você responde para o que eu entendo é enorme;

Ou seja, a probabilidade de estarmos falando da mesma coisa, no final das contas, é remotíssima!

Mas seguimos dialogando… E discordando… E errando na crase…

#oreiestanu

 

—————————————

E O PRÊMIO DE LÍDER DO ANO VAI PARA A GABI!

Gabriela é minha filha de 15 anos e o alvo preferido do Lucas, de 06 anos, que já apresentei aqui.

Sua combinação de carinho com sisudez, de tolerância com firmeza, de ternura com pragmatismo, a torna única!

Gosto de observar seu comportamento e tirar lições do seu jeito especial de ser. São valores e atitudes que filhas nos obrigam, e nos ensinam a ficar atentos, e que colocam um pouquinho de clareza em nossa perspectiva sobre o universo feminino, que supomos conhecer, mas que na verdade “somos só garotos”!

Penso que filhas nos dão a oportunidade exclusiva de sermos educados num – e para um – mundo plural. Nossas armaduras são retiradas quando interagimos com nossas filhas, e nossas perspectivas do que ensinar a um filho mudam.

Percebe-se quão medievais são nossas crenças, até que se tenha dentro de casa uma menina. E, inevitavelmente, aprendendo com este mundo, poderíamos também evoluir nas corporações:

Uma filha:

  1. Diminui nossa artificialidade na tentativa de ser natural;
  2. Permite entender, de uma vez por todas, que competência não tem sexo;
  3. Que prioridades são… Prioridades!
  4. Que se pode liderar o líder.

Todo pai merece uma menina! Todo líder deveria ter uma menina!

Eu tenho a Gabi!

#oreiestanu

———————————

 

TANTE MERDA A TE!

Aprendi com um grande amigo da Itália a expressão acima. Penso não ser necessária a tradução literal, dada a proximidade etimológica com nosso idioma, exceto pela segunda palavra, que pode trazer alguma dúvida.

Esta expressão remonta a época de ouro do teatro e aos grandes públicos que se acotovelavam para assisti-los.

E para se chegar aos teatros, belíssimas carruagens tracionadas por igualmente belos cavalos. Parte de suas naturezas, e também das nossas, as necessidades fisiológicas de… Defecar. Aos montes, como convém a cavalos bem criados.

Aos atores, chegando nos teatros, bastava numa lógica inversa, checar a quantidade de dejetos no chão, para se determinar a quantidade de carruagens e, por conseguinte, de espectadores.

Quanto mais merda, mais público! Quanto mais público, mais sucesso! Logo, quanto mais merda, mais sucesso.

Então, aos corajosos que esta semana iniciarão qualquer iniciativa, projeto, ou também, aos que tentarão não fazer nada, exceto o estritamente necessário para manter a oxigenação do cérebro, como no meu caso, meus singelos votos de:

Tante merde a te! Tante merde a noi! Quente, ao menos!

#oreiestanu

 

——————————

** Eu me senti muito mal com o post abaixo, pois o escrevi satirizando que no Linkedin se tira lição de tudo quanto é coisa e por fim as pessoas me parabenizavam pelo Insight e me agradeciam profundamente por compartilhar… Eu não tinha coragem de desdizer…**

 

O QUE UMA ESPIGA DE MILHO ME ENSINOU SOBRE CARREIRA CORPORATIVA

Impossibilitado de fazer um ano sabático, percorrendo o Caminho de Santiago de Compostela, após a viagem em 1ª. Classe, permite-me um Sábado Sabático na esburacada Estrada de Poço Grande, Guaramirim/SC.

Foi fantástico, e verdades vieram à tona, numa epifania de emoções e súbita sensação de compreensão da essência de meu ser, enquanto ente corporativo.

Por entre as trilhas, entre os milhares de milharais, reconheci numa exuberante espiga de milho, valores que podem me fazer muito melhor em minha carreira corporativa e de Liderança:

. Uma espiga é um conjunto de grãos, o que nos remete ao trabalho em Time;

. Uma espiga tem várias cascas, que nos lembram da capacidade de nos descobrirmos a todo instante;

. Uma espiga tem fiapos, que nos alertam para o fato de encontramos dificuldades até se chegar ao bem maior;

. Uma espiga de milho demora para cozinhar, o que nos rememora sobre a resiliência;

. Uma espiga de milho vira pipoca, canjica, farinha, que nos atenta para a necessidade de multidisciplinaridade;

. Uma espiga de milho, por vezes, nos serve como bem de higiene íntima, o que nos remete a superar as crenças limitadoras, até porque, por vezes, não se tem outra alternativa.

 

Obrigado espiga de milho!

#oreiestanu

————–XX——————-

GURUS E FÓRMULAS: ATACADÃO DE FÁBRICA! (Volume II)

Estes posts tratam das respostas dos meus gurus, especialmente o indiano Dr. Jallin Rabbey e a Dona Natália, a melhor copeira do mundo, para as dúvidas cruéis que nos cercam.

————–xx—————

 

 

Extremamente sarcástico e impaciente, devo alertar, mas tenho o contato de um excêntrico guru indiano, mestre em telecinética psico-laboral, e para quem encaminho dúvidas dos meus leitores.

Infelizmente não posso divulgar seu endereço, mas prometo direcionar todas as solicitações.

 

RESPONDER (TALVEZ) NÃO OFENDA – PARTE VI: O CAÇADOR DE LIKES!

 O ranzinza, marrento, espirituoso, o agora nominado guru, Rabbey, Dr. Jallin Rabbey, nos honra com mais uma dádiva a um desconectado expectador.

O Sr. Volme Cosoutros envia seu fax de Vitória sem Conquista: mestre, irradiante mestre, não sou merecedor sequer de seu olhar remelento, mas uma dúvida me corrói as entranhas e recorro a ti. Estou já algum tempo no In, fazendo tudo direitinho para ampliar minha rede:

. Compartilho planilhas do excel, desde as bem coloridas com gráficos até as mais modernas, com macros;

. Compartilho vagas, milhares delas, aleatoriamente. Acredito piamente que se jogar um anzol na água, exatamente o peixe que quero pescar, morderá a isca;

. Concordo com todos os posts que nos mostram claramente como as injustiças são injustas, as maldades são más e as bondades são boas, naquilo que chamam de óbvio ululante, mas que eu teimo em ainda assim, validar;

. Mudo minha opinião rapidamente, conforme se apresentam os comentários, e neste sentido, vou ganhando a simpatia de potenciais conexões, tomando tudo como verdade absoluta.

Então, diga-me Mestre, por que, com tudo isto que faço, tenho onze seguidores?

O guru responde: “Porque provavelmente eles não sabem como fazer para bloqueá-lo!”

————–xx—————

 

RESPONDER (TALVEZ) NÃO OFENDA – PARTE V: TEMPO PARA AGRADECER!

O espiritual e espirituoso guru nos honra com mais uma resposta a um desorientado leitor.

O Sr. Almo Ghostmann tem uma dúvida que talvez não seja deste mundo: “Prezado Guru, obrigado por sua existência e desculpe-me pela minha! Talvez este não seja o espaço correto,e já antecipo meu pedido de desculpas, mas isto muito me afeta, pela injustiça em sequer mencioná-lo.

Explico: Seguimos nossas vidas, ritmo alucinante, não nos atentamos para o básico das coisas. Refiro-me ao tempo para agradecer. Agradecer as coisas que nos cercam, conectam, mas que nos passam despercebidas. Coisas invisíveis e que nos damos conta de sua importância apenas quando nos faltam.

Então recorremos a ele, recuperamos, agradecemos por breves instantes, prometemos cuidar melhor daqui para frente e no fim, esquecemo-nos novamente. Mas ainda estará lá! Sem ele não teríamos o alcance que temos. Falaríamos com menos pessoas.

Com ele, podemos estar em todos os lugares, a qualquer tempo. Está no espaço, no sol, no nosso jardim, no vizinho. Mesmo quando não percebemos seu sinal, você ainda sabe que ele voltará.

Guru, quem ou o que é este ente invisível que nos permite tantas coisas boas? A quem devo agradecer? Como devo chamá-lo?”

Resposta do Guru: Wifi!

————–xx—————

 

RESPONDER (TALVEZ) NÃO OFENDA – PARTE IV: CALOURO DO LINKEDIN!

O inominável, irascível, impaciente e sarcástico guru indiano, mestre em telecinética psico-laboral, mais uma vez, e desprezadamente, cede-nos parte de sua laboriosa agenda de meditação para nos indicar o caminho da luz.

Cesinha Maialino, de Antão dos Guedes, está iniciando no Linkedin e muita dúvidas lhe recaem sobre sua portentosa e criativa cabeça:

“Guru, estimado guru, comecei a compartilhar meus humildes textos nesta plataforma. Havia muito a ensinar e a aprender. Não obstante meu primeiro texto tenha sido concluído, mensagens odiosas, raiva espumante, críticas viscerais, ranger de dentes, espíritos armados, pedras furtivas, interpretações superficiais e o que é mais doloroso, cópias parasitais das publicações imediatamente começaram a surgir….

O que devo fazer? Como devo agir? Como me livrar disto, estimado guru?”

Guru: “Maialino, seu corpo já é habitado por centenas de parasitas, que diferença fará mais um?”

————–xx—————

 

RESPONDER (TALVEZ) NÃO OFENDA – PARTE III: BUSCAM-SE CANDIDATOS!

O inominável, irascível, impaciente e sarcástico guru indiano, mestre em telecinética psico-laboral, mais uma vez, e desprezadamente, cede-nos parte de sua laboriosa agenda de meditação para nos indicar o caminho da luz.

Nuancy Noskills, de Sorocaba/SP, é a contemplada da semana. Na verdade, ela solicita indicações do guru para o cargo abaixo:

“Prezado Guru, considerando seu networking, penso que seja possível você me indicar alguém com os requisitos abaixo. Desde já, agradeço:

. Que tenha alta flexibilidade e capacidade de adaptação;

. Extremamente resiliente, a ponto de não se dobrar sob tensão;

. Entretanto, suave e macio na atuação;

. Multi-funcional, em várias aplicações;

. Que segure as pontas em todos os momentos;

. Que saia da caixa frequentemente;

. Que esteja próxima aos seus pares, constantemente.”

O Guru responde: “Nuancy, isto são requisitos do cargo ou propaganda de cotonete?”

————–xx—————

 

RESPONDER (TALVEZ) NÃO OFENDA – PARTE II: SALÁRIO INJUSTO!

O inominável, irascível, impaciente e sarcástico guru indiano, mestre em telecinética psico-laboral, mais uma vez, e desprezadamente, cede-nos parte de sua laboriosa agenda de meditação para nos indicar o caminho da luz.

Desta vez, quem pergunta é Giuseppe Manca-Luce, de Nova Trento/SC:

  • Estimado guru, juro que não consigo capire, Dio Santo! Não posso concordar com meu salário, é injusto!

Nunca gerei conflitos, mesmo tendo razões claras para não aceitar a decisão, nunca discordei de meu gerente, mesmo conduzi-nos na direção errada. Nunca, em meus vinte anos de casa, disse “não” ao meu chefe e a qualquer um, nunca. Nunca faltei ao trabalho, mesmo com meu filho dizendo que hoje ele gostaria muuuuito que eu ficasse em casa, com ele.

E, juro, por tutti quello que é mais sagrado, nunca acessei o Linkedin. Juro! Então pergunto, por que não mudam meu salário?

O Guru responde: “Prezado Signore Manca-Luce, porque a legislação brasileira não permite reduzir salário. Presta attenzione, Mané! Obrigado pela pergunta!”

————–xx—————

 

RESPONDER (TALVEZ) NÃO OFENDA!

Extremamente sarcástico e impaciente, devo alertar, mas tenho o contato de um excêntrico guru indiano, mestre em telecinética psico-laboral, e para quem encaminho dúvidas dos meus leitores.

Infelizmente não posso divulgar seu endereço, mas prometo direcionar todas as solicitações.

A primeira pergunta vem de Passa-e-fica, no Rio Grande do Norte, o Sr. Euvívio Sperandio nos questiona:

“Já trabalho a 15 anos na mesma empresa, quieto, no meu cantinho, no mesmo cargo, com as mesmas atribuições, com os mesmos resultados e com as mesmas frustrações, sem incomodar ninguém. Gostaria de saber do guru, em se mantendo esta postura, se a empresa tem planos para mim?

Obrigado estimado Guru.”

Resposta recebida: “Sim, sua empresa tem um plano para você! Na verdade, você já está executando este plano, a 15 anos. Continue assim, executando suas tarefas, sem contar suas aspirações e objetivos para ninguém. Alguém um dia irá descobrir, pois é papel da empresa, do seu líder, adivinhar o que está passando na sua cabeça. Presta atenção, mané! Obrigado pela pergunta e até daqui a mais quinze anos.”

#oreiestanu

————–xx—————

GURUS E FÓRMULAS: ATACADÃO DE FÁBRICA! (Volume I)

Estes posts tratam das respostas dos meus gurus, especialmente o indiano Dr. Jallin Rabbey e a Dona Natália, a melhor copeira do mundo, para as dúvidas cruéis que nos cercam.

————–xx—————

 

86 BILHÕES JOGADOS NO LIXO!

. 86 bilhões é a quantidade aproximada que tenho (ou deveria ter…) de NEURÔNIOS;

. Com, pelo menos, 16 diferentes tipos ESPECIALIZADÍSSIMOS;

. 4 MILHÕES de anos para se chegar nesta configuração cerebral;

. Prevalecemos sobre pelo menos 5 tipos de hominídeos;

. Sobrevivemos a mais de 500 tipos de doenças;

. Atravessamos 2 Guerras Mundiais;

. Por fim, superamos a devastadora e rebolativa doença cultural chamada ____________;

E o que estou fazendo com está dádiva da Evolução Darwiniana, proveniente do sopro celestial de um bondoso Deus, ou ambas????

– dicas e insights não me formarão líder;

– conhecer um código fonético não me transformará em palestrante;

– criar meu email sozinho não me faz Influenciador;

Eu NÃO tenho o direito de interromper a evolução da raça humana, gravando em meu DNA o retrocesso inteligencial.

#oreiestanu

————–xx—————

 

 PROFISSÕES DO FUTURO … DO PRETÉRITO: ENFLUENSSADÔ DIJITAU

Tenho um Influenciador Digital que há décadas me guia. Aliás, é mais do que um influenciador. Ele me domina. Como um algoz com seu refém, ele determina cada passo de minha vida e me diz exatamente o que devo fazer.

Trata-se de um Casio cebolinha, pulseira preta, com cronômetro.

Ademais, ainda estou tentando entender como posso ser um bom InfluenciADO Digital.

Sim, porque para haver Influenciadores Digitais demanda haver, obrigatoriamente, Influenciados Digitais. E pretendo exercer este papel com maestria!

Só preciso saber o que devo fazer? Ou, o que devo não fazer!!!!

Quero antecipar uma filosofia que certamente surgirá: “Se você não se adaptou, não foi culpa de seu Influenciador, mas sua, pois você no papel de Influenciado, não se esforçou…”

Não me interpretem errado, estou apenas preocupado que possamos estar fazendo, comprando e acreditando em…. deixe-me pensar em sutis palavras… Previsão do Tempo para ontem!!! Isto!

Não me bastasse minha ignorância social, seguida pela digital, fecharam-me o cerco com a sócio-digital!!!!

#oreiestanu

————–xx—————

 

EU AINDA ESTOU COM O DEDO LEVANTADO PARA APRESENTAR MINHA FÓRMULA DO SUCESSO.

Nunca me perguntaram, mas se me perguntassem:

– Márcio, qual a fórmula desse teu sucesso absurdo? Como tu consegues ser esta pessoa especial, infalível? De onde vem essa tua genialidade?

Eu diria, antes de mais nada:

– Calma meu pequeno ser, você está me constrangendo na frente dos outros!

Em seguida eu explicaria que toda esta santidade herege vem de dois valores que trago de casa e que cultivo com muito afinco:

MESQUINHARIA E HIPOCRISIA

A Mesquinharia, especialmente de espírito, permite-me insistir e atirar nos meus alvos sem me importar com meus pares e o efeito de minhas ações nos mesmos. Outra vantagem, é que reconheço também quem a cultiva, permitindo-me vantagem competitiva na antecipação de movimentos.

A hipocrisia, ah… A hipocrisia. Eu não seria nada sem ela. Como eu poderia suportar tamanha miséria espiritual humana sem a dissimulação? Como eu poderia conhecer novas pessoas sem ocultar minhas verdades? Como eu poderia estar aqui no Linkedin agora?

Ambas as virtudes devem ser utilizadas sem cautela, e em grandes quantidades, pois seu efeito é devastador, mas de curto prazo.

Vejo poucas pessoas destacando estas qualidades em seus perfis atualmente.

#oreiestanu

————–xx—————

 

QUATRO INSIGHTS PARA A SEMANA, E QUE NÃO SERVIRÃO PARA NADA!

. Já que não aprendemos que não existem heróis, então pelo menos vamos admitir que eles têm fraquezas. Todos os super-heróis tem fraquezas. A kriptonita para o Superman, a imaturidade do Homem Aranha, a bateria do Homem de Ferro, o descontrole do Hulk, a luz amarela para o Lanterna Verde. Então, por vezes, até seu super herói estará mais ferrado que você. Caberá a você desamarrar as cordas, colocar o machão desmaiado nos ombros e sair correndo, escapando dos tiros.

. Ontem fui ao velório de um amigo meu. No Cemitério Municipal tem cinco capelas. Todas elas com alguém que havia deixado esta vida. Ao passar pelas capelas, parava para ler o nome do ente, para identificar corretamente o local. Me chamou muito a atenção que nas folhas de identificação não constavam a quantidade de seguidores, conexões ou likes. Apenas pessoas chorando e flores murchando.

. Dentre todas as prestações de serviços ruins, a que mais me intriga, mais até que restaurante fechar para almoço, é a bendita pizza queimada, e fria! Como é possível? Demorou muito torrando e mais ainda esfriando. Crime premeditado com requintes de crueldade! Estamos servindo pizza queimada, e fria?

. Não há nada que aprender com uma ariranha para a vida corporativa.

#oreiestanu

————–xx—————

 

APRENDENDO SOBRE A BOA LIDERANÇA COM A DONA NATÁLIA ENQUANTO AGUARDO O CAFÉ COM BROA DE POLVILHO!

Dona Natália, qual a característica mais importante de um chefe nos dias de hoje?

– Olha Seu Márcio… Com esta crise “braba”, ter um, acho!

– Hummm , ponto interessante…

– E qual a diferença entre chefe e líder, Dona Natália?

– É diferente é Seu Márcio? Chefe é como eu chamo o senhor e líder é como o que senhor gostaria que eu o chamasse. Acertei?

– Hummm, na mosca…

– A senhora me acha um líder, ou melhor, um chefe-coach???

– Não, Seu Márcio, o sangue de Jesus tem poder! Eu nunca falaria isto, sou uma senhora de respeito… Mas se eu souber quem anda espalhando isso… Ah, mas eu pego!

Hummm, danada esta Dona Natália…

Será que na busca pela perfeição não estamos descolando muito da galera?

#oreiestanu

————–xx—————

 

ENSAIOS DE UM FARSANTE ENQUANTO AGUARDA O CAFÉ DA DONA NATÁLIA:

.  O que é pior que ter o texto copiado sem menção ao autor?

Resposta: Ser acusado de plágio de seu próprio texto! Sinal de que meus “eus” já estão se confrontando…

. Sabe aquele poder de desintegralizar seu inimigo, que você tanto queria quando criança? De poder jogá-lo numa outra dimensão para não lhe incomodar mais e você nunca mais precisar combatê-lo ou ver a cara do infeliz? Este poder existe!

Resposta: Botão “Bloquear”. Por que resistimos tanto as tecnologias?

. A forma mais provável de abrir sua cabeça durante o banho é escorregar no tapete e ter uma lesão craniana. A mais provável, não a única!

. Fui comprar suco de abacaxi em caixa (é menos trabalhoso). Na embalagem de determinada marca, a chamada era: “Com adição de suco de maçã, para reduzir o açúcar!”. Noutra, era: “Sem adição de suco de maçã, muito mais puro e saudável!”. Como sair dessa? Comprei suco de maçã sem adição de suco de abacaxi!

. Pensei que eu era o pai mais azarado do mundo com relação aos presentes do último domingo… Meias, cuecas, pijamas e chinelos. Meu sogro ganhou dos filhos um vale consulta para exame de próstata! Sugestão de José Simão.

#oreiestanu

————–xx—————

 

 

 

 

Finalmente… casa própria!!!

Bem-vindos!

Um blog destinado a líderes medíocres, liderados alienados, inovadores preguiçosos, disruptores analógicos, consultores dominicais, entendedores holísticos e viajantes que nunca viajaram… e que me permitem farto material real para pseudo-inspiração virtual!

Estarão aqui os posts dos primórdios de minha magistral, indelével, marcante e desnecessária história no Linkedin, talvez organizados por temas, outros com comentários do Diretor, talvez, e alguns exclusivos, talvez…

enjoy it… ou não!

#oreiestanu